SBT – Dona Beija – resumo da semana de 08 à 20 de junho de 2009


Capítulos da semana da novela Dona Beija, SBT, 22h 



Visite a galeria de fotos completa de ‘Dona Beija’


Segunda, 08 de junho
Chega o dia do casamento de Joaquim Botelho e Teresa Tomásia. Maria tenta, em vão, convencer o irmão a não ir ao casamento da filha. As senhoras mais respeitadas do arraial, e que no passado tanto criticaram Beija, agora comparecem à festa da cortesã, que não perde a chance de provocá-las. Apesar do pedido de Beija, o casal Mendonça decide ir à festa e são destratados por Antônio, criando uma situação constrangedora para Beija ao expulsá-los do palacete. Revoltada com a atitude de Antônio, Beija coloca um ponto final no relacionamento dos dois. 

Inconformado com a separação, Antônio volta para a fazenda e agride Aninha espancando-a diante de toda a família. Cecília numa atitude desesperada, expulsa o filho de casa. No dia seguinte, Beija visita os Mendonça para se desculpar pelo que aconteceu e conta que acabou seu relacionamento com Antônio. João duvida que seja para sempre como ela afirma. Antônio, por sua vez, diz a Valdo que está envergonhado por ter agredido Aninha e confessa que não pode viver sem Beija. O delegado Belegard recebe a notícia que o bandido mais frio e sanguinário das Minas Gerais está à caminho de Araxá. 

Terça, 09 de junho
Beija e os Mendonça jantam com o pretendente de Joana, que demonstra estar feliz com a escolha da mãe. Teresa Tomásia, ao contrário, não aceita seu casamento com Joaquim e ainda enfrenta o autoritarismo de Idalina. Belegard comunica ao Juiz, Costa Pinto, que o bandido “quarentinha” tem causado muitas mortes na região e tudo indica que está se aproximando do arraial. Pressionado por Augusta e sem condições de honrar suas dívidas, Gaudêncio se vê obrigado a vender a chácara e voltar a viver ao lado da sogra. 

O coronel Botelho convida João Mendonça para ser o candidato do partido liberal nas próximas eleições legislativas. A notícia da chegada do bandido quarentinha assusta todo o arraial e os fazendeiros que compõe a força nacional saem para procurar o bandido e tentar impedir que ele chegue ao arraial e provoque uma tragédia. Maria conversa com Antônio e ouve do irmão que ele pretende continuar lutando pelo amor de Beija. 
Teresa Tomásia recusa os carinhos do marido. Olívia vai tomar banho na fonte de Beija e é a primeira vítima de quarentinha. 

Quarta, 10 de junho 
Olívia é encontrada morta na fonte da jumenta. O crime assusta todos os moradores do arraial e os homens da força nacional saem à caça do bandido para capturá-lo antes que ele faça mais uma vítima. Porém, durante a caçada “quarentinha” surpreende José Mendonça, acaba friamente com a vida do promotor e vai embora sem deixar vestígio. 

A notícia da morte choca Josefa e o filho, que não se conformam com o fim trágico do pai. Antônio diz a Valdo que decidiu abandonar Aninha e assumir definitivamente seu relacionamento com Beija. Dr. Hans, o físico amigo de Fortunato, está à caminho do arraial quando é surpreendido por “Quarentinha” mas, por sorte, ele tem apenas a comida roubada. Beija dá todo seu apoio a João que continua inconformado com a morte do pai. Antônio ignora o perigo que significa sair à noite pelas ruas do povoado, e vai atrás de Beija para tentar se reconciliar com ela. Mas, ao chegar no palacete sofre uma grande decepção ao vê-la ao lado de João Mendonça. 

Quinta, 11 de junho 
Beija se recusa a ouvir Antônio e diz que no dia seguinte o receberá na chácara do jatobá. Quando Antônio vai embora, Beija garante para João que ele está definitivamente fora de sua vida. Dr. Hans conhece Beija e lhe dá um presente inusitado. Com a morte do pai, João Mendonça assume a promotoria de Araxá. 

O delegado Belegard avisa que o perigoso bandido já deixou o Arraial e não há mais motivo para preocupação. Pedro Paulo, contrariando as ordens expressas da avó, vai ao encontro do pai. Ele questiona Antônio sobre a agressão à sua mãe e, ao perceber que ele pretende voltar para Beija vai embora deixando claro que nunca mais voltará a falar com ele. Antônio vai ao encontro com Beija acreditando que ela deixará de ser cortesã para viver uma vida normal a seu lado. Mas, ao chegar lá encontra a chácara fechada e é violentamente atacado pelo cão de guarda . 

Sexta, 12 de junho
Beija marca encontro com Antônio na chácara e deixa um cão feroz em seu lugar. Antônio é pego de surpresa e violentamente atacado pelo animal. Apesar de muito ferido, ele consegue abater o cão e é socorrido por um dos escravos de Beija, que afirma que sua patroa está no arraial. Antônio vai até a botica e Fortunato cuida de seus ferimentos. Depois o boticário e o padre criticam Beija por sua atitude e pelo requinte de crueldade que usou para se vingar de Antônio. O ferimento no braço de Antônio infecciona e agora ele precisa de cuidados especiais. Valdo e Fortunato decidem levá-lo de volta à fazenda. Cecília se recusa a receber o filho, mas Aninha de dispõe a cuidar do marido. 

Dr. Hans começa a analisar os poderes medicinais das águas do barreiro. Os dias passam e Antônio se recupera bem dos ferimentos que sofreu, porém a dor maior está em sua alma deixando-o cada vez mais distante das pessoas que o rodeiam e mergulhado em seus pensamentos. Coronel Botelho pressiona o delegado Belegard a apoiar seu partido nas próximas eleições. Aninha, apesar de todas as humilhações que sofreu, trata o marido com carinho. Antônio confessa a ela que todo seu desejo por Beija se transformou em ódio. 

Sábado, 13 de junho
Coronel Botelho é o político mais poderoso da região do Araxá e usa sua influência para pressionar os homens mais ricos do arraial a apoiarem a candidatura do liberal Regente Feijó. Belegard recebe a incumbência de convencer a todos e garantir que a vitória seja por unanimidade. Antônio pede perdão a Aninha e volta a se interessar pelos negócios da fazenda. Os filhos de João Botelho voltam para casa e se transformam em mais um desafio para Teresa Tomásia que também é proibida de visitar a mãe e a irmã. 

Beija recebe seus convidados na chácara e conhece um homem que lhe promete uma pedra muito valiosa. Antônio, movido pelo sentimento de vingança, incumbe Tião, seu capataz, de encontrar dois jagunços para realizar um serviço sem deixar rastro. Depois ele tenta se reconciliar com a mãe e promete a ela que vai se vingar de Beija. Joaquim Botelho procura Beija e se queixa de Teresa Tomásia. Ela sugere que tenham logo um filho. 

No dia seguinte, acompanhada de Joana, Beija visita Teresa e conta que rompeu definitivamente com Antônio. Maria volta para o convento com a esperança de que sua família volte a ser feliz. Candinha provoca as escravas de Beija, compra uma briga com Severina e Flaviana e elas se pegam no meio do arraial.


 


Segunda, 15 de junho
Belegard acaba com a confusão, leva todas elas para a delegacia e proíbe Candinha de voltar a debochar de Beija em sua casa. Tião volta com os jagunços e Antônio ordena aos dois que executem sua vingança contra Beija chicoteando-a até que fique marcada para o resto de sua vida. Os capangas chegam à fonte da jumenta, surpreendem Beija e a chicoteiam sem dó nem piedade. Dr. Hans ouve seus gritos e chega a tempo de impedir que os jagunços a matem. Beija desmaia de dor e Fortunato se assusta ao ver os ferimentos por todo o corpo. A notícia se espalha pelo arraial e todos tentam encontrar o responsável pelo atentado contra Beija. João Mendonça acusa Antônio Sampaio mas os outros não acreditam nessa possibilidade. O estado de Beija é grave e ela delira. As autoridades investigam e as “senhoras”, que antes a desprezavam, agora se reúnem na igreja para rezar por sua recuperação. O coronel Botelho também desconfia que Antônio é o mandante, mas Costa Pinto lembra que Candinha também pode ter sido a responsável pelo atentado. Antônio diz à mãe que se vingou de Beija e afirma que o que fez com ela é muito pior que a morte.

Terça, 16 de junho
Valdo volta do arraial, conta o que aconteceu com Beija e pergunta a Antônio se ele está por traz da agressão. Ele garante que não sabe de nada, mas não consegue convencer o amigo. Revoltado com a agressão sofrida por Beija, Fortunato diz a João que ela vai sofrer muito quando puder ver o que fizeram com seu corpo. Genoveva vai até a fazenda dos Sampaio, conta o que aconteceu com Beija e comenta que no arraial estão dizendo que Antônio foi o mandante do crime. Aninha se recusa a acreditar que seu marido tenha sido capaz de tamanha crueldade. Avelino escreve para João Mendonça e Josefa fica abalada ao receber a carta. Beija recobra a consciência sentindo muitas dores e Fortunato garante que fará tudo que for possível para que ela não fique com marcas. O delegado intima Candinha e as meninas para depor no caso da agressão sofrida por Beija. Durante o depoimento ele tenta resolver o caso sem envolver pessoas influentes, acusa as prostitutas e dá a elas voz de prisão. João lê a carta de Avelino e conta para a mãe que o amigo está muito doente e decidiu voltar para o arraial. Belegard afirma para Costa Pinto que Candinha confessou o crime, mas o juiz não se convence e pede provas. João também não acredita e acusa o delegado de ter escolhido o caminho mais fácil para encerrar o caso. João encontra Antônio no arraial e promete colocá-lo na cadeia assim que conseguir provar que ele foi o culpado.

Quarta, 17 de junho
Belegard continua pressionando as prostitutas a confessarem o crime. João comenta com Beija sobre a suposta confissão de Candinha e afirma não ter dúvida de que Antônio foi o mandante da agressão. Aninha continua desconfiada de que Antônio foi o responsável pela agressão contra Beija, conversa com padre Aranha sobre sua preocupação e diz ter medo da vingança da cortesã.
O tratamento de Fortunato faz Beija melhorar rapidamente. Maria, a negra que mora vizinha da fazenda dos Sampaio, afirma para Beija que foi Antônio Sampaio quem mandou surrá-la e diz que os jagunços estão escondidos na casa de Tião. Saber que Antônio foi capaz de tamanha crueldade revolta Beija. Aninha pressiona Antônio, ele acaba confessando e diz que precisava se vingar de Beija.
Beija manda chamar o delegado, pede a ele que solte Candinha e as outras meninas e que arquive o caso pois não pretende levar adiante as investigações para encontrar o responsável. Belegard e João estranham a decisão de Beija, mas ela afirma que não quer pensar em vingança. Porém, a verdade não é bem essa e Beija manda chamar o coronel Botelho, a quem tem um pedido a fazer.
Depois da melhora de Beija, a fama de Fortunato se espalha por todo o arraial e sua botica vive repleta de pessoas procurando por sus poções milagrosas. 
Valdo conta para Antônio que Beija mandou soltar Candinha e pediu ao delegado que encerrasse as investigações. Antônio estranha a atitude dela.
João sugere à mãe que hospedem Avelino e a família. Josefa procura padre Aranha, diz que a volta de Avelino a deixou muito confusa e confessa que ainda ama o maestro. João ouve a conversa da mãe com o padre e pede explicações.

Quinta, 18 de junho
João fica inconformado com a descoberta e padre Aranha o aconselha a ouvir o que Josefa tem a lhe dizer. Candinha e as meninas vão até a casa de Beija agradecer por tê-las livrado da prisão. Josefa confessa ao filho o amor que sentiu por Avelino e João se sente duplamente traído e diz á mãe que não a perdoa.
Valdo critica Antônio pela agressão o contra Beija e por ter permitido que Candinha levasse a culpa. Os dois discutem seriamente e Antônio deixa claro que é o patrão e se ele quiser continuar a seu lado terá que obedecê-lo. Beija pede ao coronel Botelho que, sem deixar pistas, mate os jagunços que a surraram e deixe ao lado dos corpos o chicote de rabo de tatu para que Antônio saiba que foi ela quem mandou matá-los. João chega à casa de Beija revoltado e se surpreende quando ela defende Josefa e Avelino. Felizardo pede o apoio político de Clariovaldo para evitar que o Coronel Botelho ganhe as eleições. Os homens do coronel Botelho matam os jagunços de Antônio Sampaio.

Sexta, 19 de junho
Antônio é informado da morte dos jagunços e dá ordens a Tião para que enterre os corpos antes que alguém descubra o que aconteceu. Josefa admite que ainda ama Avelino, diz que não pretende rever o maestro e pede a Beija que convença João a tratar bem o velho amigo. Avelino chega ao arraial. Antônio conta para Aninha que Beija descobriu que foi ele o mandante da agressão e mandou matar os jagunços que a surraram. Em clima de hostilidade, começam as eleições no arraial. Conservadores e Liberais disputam o pleito e o coronel Botelho se aproveita de sua força política para pressionar os eleitores. O coronel Felizardo, pede a ajude de Valdo para enfrentar o rival e cria um problema para o peão pois Antônio não gosta nada de ter sido deixado de lado.

Sábado, 20 de junho
Antônio volta para casa furioso com Valdo e Felizardo e proíbe Aninha de falar com o pai. Diante de Felizardo e Botelho, Costa Pinto começa a contagem dos votos. Avelino caminha pelo Arraial, vai até o lago e relembra os momentos que passou ao lado de Josefa. O padre Feijó é eleito no Arraial e o Coronel Botelho comemora a vitória. Avelino vai até a casa dos Carneiro de Mendonça mas não é recebido por Josefa. Sentindo-se traído por seu melhor amigo, Antônio não aceita a explicação de Valdo e o demite da fazenda. Avelino e João se encontram na hospedaria. Depois de levar um tapa do amigo e ser acusado de traidor, ele confessa que amou profundamente Josefa e que saiu do Arraial para não prejudicá-la. Josefa discute com o filho quando ele diz que ameaçou o maestro de morte caso se aproxime dela. Depois da discussão com João Mendonça, Avelino chega completamente bêbado à casa de Augusta onde acontece uma festa em sua homenagem. Depois de tocar para os convidados, Avelino desmaia diante de todos e os boatos sobre a gravidade de sua doença se espalha pelo arraial. Vespaziano, com medo de perder a freguesia já não quer o maestro em sua hospedaria. Antônio comunica aos peões que Valdo não trabalha mais para ele e nomeia Tião como o novo capataz da fazenda. Antes de sair da fazenda, Valdo pede a Aninha que entregue uma carta sua para Maria.






Os resumos de todas as novelas, de todas as emissoras, são publicados tão logo são disponibilizados pelas respectivas emissoras. Portanto, a publicação depende da regularidade e compromisso das emissoras para com o público



Fonte: Caetenews

About these ads

Um comentário sobre “SBT – Dona Beija – resumo da semana de 08 à 20 de junho de 2009

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s